quarta-feira, 9 de setembro de 2009

ALUNOS DA REDE ESTADUAL FAZEM PASSEATA EM PROTESTO CONTRA AGRESSÃO DA PM CONTRA OS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO

Alunos do Colégio Estadual Ignácio Azevedo do Amaral (Jardim Botânico) farão passeata nesta quinta-feira (dia 10/9) para protestar contra agressão da PM contra os profissionais das escolas estaduais

Tendo em vista os últimos acontecimentos envolvendo a rede estadual de educação (greve por tempo indeterminado em defesa do plano de carreira e de uma incorporação mais rápida da gratificação do Nova Escola e as agressões da Polícia Militar contra os profissionais das escolas estaduais na Alerj) os alunos do Colégio Estadual Ignácio Azevedo do Amaral (Rua Jardim Botânico 563) decidiram fazer uma passeata na manhã desta quinta-feira (dia 10/9) pela Rua Jardim Botânico.

A concentração está marcada para as 8h na porta da escola e a passeata sairá às 9h na Rua Jardim Botânico em direção à entrada da Rua Pacheco Leão, retornado para a escola. A iniciativa pela realização da passeata de protesto partiu dos próprios alunos da unidade que, sensibilizados com a situação dos professores e funcionários administrativos da rede estadual, resolveram fazer um protesto de apoio à categoria. CE Inácio Azevedo de Amaral é uma unidade de formação de professores tradicional, onde estudam cerca de 900 alunos em três turnos letivo.

2 comentários:

  1. DIPLOMA?
    EXIGIDO?
    QUEM OS ASSINA?

    QUEM ENSINARÁ OS FUTUROS ALUNOS??????SE É QUE EXISTIRÃO???
    POR ACASO SERÁ ALGUM "PROFESSOR"???
    SE OS PROFESSORES NÃO MERECEM O MENOR RESPEITO,COMO SERÃO OS RESPONSÁVEIS POR QQ PROFISSÃO NESSE PAÍS??????????????
    ALGUMA COISA PRECISA SER FEITA...
    ALGUMA PROVIDÊNCIA PRECISA SER TOMADA COM URGÊNCIA,POR TODOS OS BRASILEIROS...
    IMAGINEMOS SE OS PROFESSORES,RESOLVEREM TROCAR DE PROFISSÃO???
    OU SIMPLESMENTE DEIXAREM DE ENSINAR???
    COMO FICARÃO NOSSOS FILHOS?
    NOSSOS NETOS?
    ESSA SITUAÇÃO DOS PROFESSORES É UM CASO DE CALAMIDADE PÚBLICA...
    EXIGEM-SE DIPLOMAS PARA TODAS AS PROFISSÕES,INCLUSIVE PARA SER PROFESSOR...
    SE AS PESSOAS NÃO QUISEREM MAIS ESSA "MAGNÍFICA/INSIGNIFICANTE" PROFISSÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    JÁ PARARAM PARA PENSAR???????????
    SER POLÍTICO,INDEPENDE DO GRAU DE INSTRUÇÃO QUE SE TEM...MAS TEM-SE QUE TER UM MÍNIMO:
    "ENSINO FUNDAMENTAL"
    O PRÓPRIO NOME DIZ FUNDAMENTAL!!!
    QUEM GARANTE ESSE GRAU MÍNIMO,PORÉM FUNDAMENTAL DE ENSINO?????????
    SERÁ QUE SÃO OS GOVERNANTES,OU POR ACASO SERIAM OS PROFESSORES??????????
    OS FILHOS DOS "POLICIAIS" QUE ATIRARAM CONTRA OSA PROFESSORES,ESTUDAM?????
    QUEM OS ENSINA????
    OS DEPUTADOS TEM ALGUM GRAU DE INSTRUÇÃO???????????
    COMO CONSEGUIRAM?????????
    O DINHEIRO ELES PODEM TER...JÁ QUE NÓS(POVO),PAGAMOS MUITO BEM!!!!
    MAS PARA ENSINAR???????????
    O DINHEIRO NÃO ENSINA...
    SÓ O PROFESSOR FAZ ISSO.
    PERCEBAM ENQUANTO HÁ TEMPO...
    NÃO SUBESTIMEM OS PROFESSORES....
    O ATINGIDO PODE SER VOCÊ!

    ResponderExcluir
  2. Professores do CEJOPA10 de setembro de 2009 12:45

    Caros blogueiros,

    Nós, professores do Colégio Estadual José do Patrocínio(CEJOPA), após reunião realizada no dia 09/09/2009, às 10h, nas dependências desta unidade de ensino, decidimos paralisar as atividades na instituição em repúdio às agressões sofridas por profissionais da educação na última terça-feira. A manifestação realizada em frente ao prédio da ALERJ, no Rio de Janeiro, contra o descaso das autoridades em relação à categoria foi reprimida violentamente, deixando 11 professores feridos.

    A decisão sobre a paralisação nesta unidade foi tomada pela maioria presente na reunião, e todos os professores se dirigiram às salas de aula com o objetivo de comunicar aos alunos sobre a posição adotada. Buscamos ainda conscientizá-los a respeito do comprometimento de todos, docentes e discentes, na luta por uma educação responsável e de qualidade.

    Finalmente, estaremos reunidos amanhã, 11/09, às 7h30min, a fim de apurarmos os resultados deste ato, reafirmando uma posição de alerta contra todas as atitudes que ameacem a construção de um projeto de sociedade livre, justa, ou que não considerem a educação como princípio básico.

    Publiquem, se puderem!

    ResponderExcluir