segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

TODO APOIO À REBELIÃO DO POVO ÁRABE

TODOS À MANIFESTAÇÃO NA FRENTE DO CONSULADO DO EGITO -

Nesta terça-feira (01/02) - 13 horas

O mundo árabe está em chamas! Os povos da Tunísia e, agora, o do Egito promovem nas ruas grandes manifestações que se confrontam com uma polícia assassina e os Exércitos dos ditadores submissos a aos interesses dos Estados Unidos da América (EUA) e ao sionismo.

Iniciada na Tunísia, a revolução do Jasmim como ficou conhecida a onda de protestos que ganhou as ruas e derrubou o ditador, se estendeu ao Egito. As massas árabes estão sendo há anos massacradas, dominadas e amordaçadas pela política criminosa do imperialismo americano e sua principal base militar – Israel, que têm sobre o Oriente Médio o poder avassalador sobre os governos ditatoriais e a principal riqueza da região e que move o mundo capitalista: o petróleo

O fantoche MubaraK, ditador do Egito há 30 anos, cumpre o papel, ao lado da Arábia Saudita, Jordânia, e outros, de garantir a segurança das grandes e imperiais empresas petrolífera e o domínio dos sionistas nos territórios palestinos, estrategicamente importante para manutenção do poder imperialista na região há mais de 60 anos.

Os EUA e Israel buscam uma saída que seja uma transição pacífica e moderada para uma “democracia”, onde o povo do Egito e da Tunísia continue sofrendo os horrores impostos por uma situação de total submissão aos interesses do império.

Por outro lado, a população nas ruas não desiste de exigir uma mudança radical e o rompimento com os EUA e Israel. Nesse sentido, as manifestações do povo no Egito cumpre um papel muito importante na emancipação e autodeterminação do povo no Oriente Médio. O Egito é o país que concentra a maior força de trabalho do Oriente Médio.

Apesar do movimento sindical e social ter sido violentamente reprimido nos anos 80 e 90, quando o ditador Mubarak utilizou munição de guerra contra os grevistas, o movimento dos trabalhadores, deste dezembro de 2006, sustenta uma grande onda de greves não vistas desde 1946. E o sentimento crescente é que a solução para seus problemas imediatos passa pelo rompimento com o imperialismo.

Neste momento , há indícios de que Mubarak, antes de passar o poder para o fascista nomeado por ele e pelos EUA, o chefe do Serviço Secreto, pró imperialista e pró sionista, Sr Omar Solaiman, promoverá um banho de sangue nas ruas, de onde os manifestantes se recusam a sair. Um novo protesto está marcado para amanhã (terça feira) e franco atiradores, policiais sem fardas e criminosos armados e libertados, no dia 28/01, pelo regime já estão promovendo uma matança monstruosa. As forças militares estão autorizadas a atirar na população revoltada.

Neste ponto, entra nossas tarefas de solidariedade!

A exemplo de outras manifestações de apoio e solidariedade ao povo egípcio que estão ocorrendo no mundo, nós dos partidos políticos da esquerda, das centrais sindicais, dos movimentos sociais, da juventude, dos negros, do movimento estudantil , das mulheres do Estado do Rio de Janeiro, estaremos nos manifestando também em solidariedade a esse bravo povo árabe que tem, neste momento, a história em suas mãos e se confronta com o imperialismo e o sionismo.



* FORA MUBARAK, EUA E ISRAEL DO EGITO E DO ORIENTE MÉDIO

* TODO APOIO A LUTA DO POVO ÁRABE POR SUA EMANCIPAÇÃO E AUTODETERMINAÇÃO

* VIVA A INTIFADA ÁRABE!

2 comentários:

  1. O texto foi tão bom que nem precisaria de um comentário, mas vamos lá: o mundo árabe e muçulmano só vai se desenvolver e se emancipar depois que as mãos ensanguentadas, imperialistas e golpistas dos EUA e de Israel forem cortadas de uma vez por todas!
    Viva A REVOLUÇÃO DE JASMIM!
    Viva a luta do povo egipcio e do povo palestino!
    Viva o Hamas!
    Viva o Hezbollah.

    ResponderExcluir
  2. Se eu estivece no Rio eu iria...

    ResponderExcluir